quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Assustadora liberdade

Liberdade,
Assustadora liberdade
Sim, e também temida
Leigos são os que negam
Que a liberdade amedronta

Se há liberdade de viver
Há liberdade para transformar
Modificando a liberdade em morte

Se há liberdade de sorrir
Há liberdade de transformar
Modificando o sorriso em lágrimas

Se há liberdade de amar
Há liberdade de transformar
Modificando o amor em ódio

Se há liberdade em Graça
Há liberdade de transformar
Modificando a Graça em des-graça

Se há liberdade para concordar
Há liberdade de transformar
Modificando a concordância em crítica

Mas, para contrapor o que digo da liberdade
Convença-me, antes, do contrário
Para provar sem medo que
A liberdade nunca te pareceu assustadora

Hugo Rocha

3 comentários:

Andy disse...

Jamais tentaria dizer que a liberdade não assusta...
Quem me dera n]ão tivesse eu que tomar decisões, que eu não pudesse escolher...
Acho que assim não teria errado tanto, não teria caído tanto... Não teria chorado tanto...
Mas acho que tb não teria vivido e nem encontrado tantas coisas boas que encontrei...
Como a sua amizade!

Oro para que a dor que traz inspiração lhe faça crescer cada dia mais... E te ajude a vencer...

Sempre pensando em vc irmão!
Estou perto, mesmo distante.
Te garanto!

Abraço mais que apertado!

Andy disse...

Eu já tinha gostado desde quando vi que vc tinha mudado pela primeira vez...

Nada mais, nada menos do que contraditório...

Fala sério... Nome perfeito!

Ow...

"Se há liberdade de sorrir"...

Há tb liberdade de chorar...
E a mesma liberdade de transformar
Modificando as lágrimas em um largo e gostoso sorriso!!!

Saudade de ver esse sorriso!

"Sou dos meus irmãos..."

^^ xP

Andy disse...

Eu entendo...

Os sorrisos não precisam surgir agora..
Não foi isso que eu quis dizer...

Mas... simplesmente...
Que os sorrisos podem surgir...
No momento... "certo" se é que existe... rs

Saudade de ver o sorriso não on line... Mas real...