sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Tentativa

Se dizem que o que escrevo
não é poesia,
aceito!

Se afirmam que não há ritmo
cadência ou rima,
concordo!

Se repetem que não existe
muito – ou qualquer – sentido,
reconheço!

Se acusam-me de incoerente
e de contraditório,
assumo! O sou

Se argumentam que não sou poeta,
está bem!
Não me importo

Se orientam que eu pare de escrever,
ignoro... e insisto!

Sou incorrigível.
Tentativa eterna de ser poeta,
ainda que, para todos,
frustrada!

Hugo Rocha

5 comentários:

Gabriela disse...

Muito bom!! Incrivelmente sincero e transparente. E deves realmente insistir. Nunca consegui escrever em versos. Pra mim, é uma das tarefas mais árduas e também mais bonitas que existem. Gostei demais!

Leandro Neri disse...

Cara!!!
Amei!!!
Muito muito!!!

Esse foi um dos melhores!!! =D

Abraçooow!!

Caio disse...

snif snif

vc ta cada dia melhor!

Danival disse...

Discordo de você meu irmão.

Sua poesia tá excelente. E se eu tecnicamente sou incapaz de avaliar, por não conhecer; posso dizer-te que emocionalmente você consegue, e conseguiu ainda mais nesta última, atingir o objetivo maior, que é o de trazer sentimentos a quem lê.

Fique Em Deus...

wendell disse...

Leio sempre seu blog, sir hugo!
Vc escreve muito bem...