quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Minha visão de Tua visão

Enfim assisti ao mais novo lançamento da Som Livre, braço musical das Organizações Globo (para muitos, representante direta das Trevas), que agora passa a representar o “inteligente povo de Deus” – também chamados de “evangélicos” – através da distribuição dos produtos do Ministério de Louvor Diante do Trono.

Após investir quase duas horas do meu tempo assistindo ao DVD Tua visão (sim, assisti do início ao fim, inclusive as péssimas Tua visão e Meu irmão, além dos espontâneos, que não desapareceram totalmente, para minha tristeza!), sinto-me instado a comentar:

01) Uma coisa que assusta, logo de cara, é a roupa da líder do grupo. Tão certo quanto o seu mau-gosto característico é a capacidade que ela tem de se superar. Conseguiu o pior figurino até então!

02) A primeira música, Vestes de louvor, é até bonita. Mas, como tudo que é bom pode ser estragado, o fim é sofrível. Dispensável aquele “vem dançar comigo...”.

03) Durante a canção Bênçãos que nem sei contar, pode ser vista a primeira aparição de um ônibus metropolitano, fato que se repetirá ao longo do DVD. Provavelmente uma homenagem às caravanas presentes no show, como as de cidades distantes: Betim, Ibirité, Ribeirão das Neves etc.

03) Voltando à parte musical, a segunda canção, Vive o Senhor, também bela, mas outra vez quase estragada; desta vez pela oração encaixada no meio. O bom é que dividiram as faixas. Dá pra pular e ir direto à continuação da música. Aplausos para quem o fez!

04) A música-tema, Tua visão, além de ter uma letra bastante piegas, consegue ficar pior por causa daquele “ouôô”. Quando é o público cantando, então, o nível desce ainda mais.

05) Não posso deixar de falar dos erros – já tradicionais e recorrentes - nas legendas, e até nas letras das músicas. Não tenho paciência – nem tempo – pra fazer uma lista. Então falo logo que nada me incomodou tanto quanto a repetição do vale à pena. Triste! Será que é difícil entender que a expressão vale a pena é sinônima da expressão vale o esforço? Não existe preposição. E, sem preposição, não há e nunca haverá crase...

06) A cena do colírio é hilária. Não vou falar mais. Quem assistir, entenda! Obviamente, culpa dos espontâneos. Se eles não existissem... Pena que o se nunca conta! Os inúmeros pedidos de perdão também já cansaram. Sempre a mesma coisa. Até os pecados dos animais de estimação devem constar nessa infinda lista.

07) O espontâneo Aba Pai, retirado da canção Nos braços do Pai (uma das minhas preferidas do grupo), é, para mim, um dos pontos altos do DVD. Mas a montanha-russa desce bem rápido, como é de praxe. A seguir, Mariana e Felippe Valadão sobem ao palco para cantar Meu irmão, uma música que ficaria ótima na interpretação de Zac Efron e Vanessa Hudgens, ídolos da geração High School Musical. Os adolescentes gostaram muito de Meu irmão. São eles também que compram os CDs da Mariana!

08) Na penúltima faixa, Fernanda Brum rouba um dos títulos de Ana Paula Valadão. Com ampla vantagem, se despede da noite como a mais mal-vestida. Ao fim da música, um convite: “confira o ato profético nos extras”. Reluto. Não, eu não sou obrigado!

Com base nesses tópicos, uno o que dizem @mariocaixa e @Cleycianne e afirmo:

Tatatatata, tatatatata, rrrrrráááátatatata, ta amarrado três vezes!

Mas é claro que eu não poderia deixar de ressaltar os pontos altos do DVD, como a bela retomada de trechos de alguns sucessos antigos, como Te agradeço, Deus de Amor, Preciso de Ti e Nos braços do Pai. Também é louvável e digna de aplausos a participação da novata Roberta Izabel. Belíssima voz e presença muitíssimo boa. Dá gosto ouvi-la, ao lado da Helena Tannure, na também bela canção A Tua vontade. Por fim, foi muito bem explorado o maravilhoso cenário oferecido pela Praça Rui Barbosa – a popular Praça da Estação -, privilegiada pela bela construção onde está instalado o Museu de Artes e Ofícios. É extremamente belo o visual oferecido de Belo Horizonte, opinião de um apaixonado-declarado da capital mineira.
Hugo Rocha

6 comentários:

André disse...

Vc conseguiu me deixar com vontade de assistir esse DVD, seja pelas partes boas ou ruins, afinal sempre posso rir... xD

Will disse...

É, eles já foram bons. Quando me converti (há 8 anos) eram uma febre evangélica. Com o tempo, perderam-se em meio à teologia da prosperidade e às novidades gospel...lamento! Só lamento!

Kennedy Lucas disse...

Eu hem, eros de portuges, quem nao comente!

è normal! :P

ainda mais na nossa tupiniquim-mediocridade-gospel ...

nunca imaginei vc fazendo uma resenha do DVD do Diante do Trono...

... ainda mais ... falando mal! =O
[risos]

Kennedy Lucas disse...

Ahh, destaque para o título do post! Excelente! ;)

Leandro Neri disse...

Gostei da crítica e de ler um texto seu assim aqui no blog!
Amo fazer textos desse naipe e lê-los tbm.
Vi algumas músicas no Youtube!
Concordo com praticamente tudo, apesar de a roupa da Ana, o "ôôô" (durante a música, não o do público!) e os ônibus não me incomodarem muito!

E comentando o comentário do "Will":
O DT caiu muito no conceito da galera ao longo dos anos, mas "Teologia da Prosperidade"???
Eles nunca pregaram isso não! A Ana sempre condenou isso! E, inclusive foi após o DT8, que rebate essa Teologia, que a queda tornou-se meteórica...

Alguns outros comentários:

>> A Fernanda Brum é mesmo estranhíssima em suas vestes...
>> Quero ver a parte "Aba Pai"!!
>> HSM??? Adorei!!! kkkkkkk
>> "Vestes de Louvor" seria ótima se a Ana não tivesse ****** na música com aquele final! hauihauihaiuhai
>> "Bênçãos..." é chatíssima!
>> O local é bonito mesmo!

Chega! Cansei de falar... rsrsrs

Vicko Augusto disse...

Hehe..sua análise do DVD é muito cômica em alguns pontos...eu ri muito quando li..rs
"Só podia ser você..."
Adorooooo