terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Minha vocação

Muitas vozes, inúmeros sons
Falas e sentimentos se misturam
na multidão;

e eu aqui, sozinho!
Essencial e extremamente só;
esse é meu destino,
minha vocação!

Mesmo que só não esteja,
só não deixo de ser.

A solidão me pertence,
e eu a ela também
Queira ou não,
uma só carne com ela me tornei

Sem possibilidade de separação...
até que a morte nos separe!

Hugo Rocha
em Goiânia, 3 de dezembro de 2009, às 18h11

Um comentário:

André disse...

Aqui? hun...
Lindo! E triste!

Saudade enorme de vc!!! De tudo! E de nada também! xD

Sinto sua falta irmão! Muito mesmo! =(