segunda-feira, 8 de junho de 2009

(minha) estrela

No céu, uma estrela
No rosto, um sorriso
Na alma, um sonho

O que os pode separar?
A distância, talvez...
O que os pode unir?
Apenas a vontade!

Onde reside maior força?
No plano real
ou no ideal?

Nas promessas, quem sabe?!

Promessas eternas
Promessas não feitas
Promessas que não precisam ser feitas

Mesmo assim subsistem
Num sonho e num sorriso
E na (minha) estrela, que,
hoje, brilha muito mais!

Hugo Rocha

2 comentários:

Andy disse...

como sempre... lindo poema... =]

Aline Cardoso disse...

"como sempre... lindo poema... =]"
Sempre me encantando!!!
Amo você Hugo!!!
Aline.